Algumas funcionalidades do website poderão não funcionar correctamente, por favor active o Javascript no seu browser.
29 Abril, 2021

Como funciona o sistema imunitário das crianças?

O nosso sistema imunitário resulta da interação entre características genéticas e o meio ambiente. No início de vida, o sistema imunitário é ainda imaturo, o que significa que nesta fase os bebés podem ter o seu sistema imunitário em risco. Assim, existem hábitos–desde a alimentação ao sono do bebé - que podem ser adotados para reforçar a imunidade dos mais pequenos.

Sabe-se, atualmente, que apenas uma pequena parte da saúde dos bebés é determinada pelos genes. A maioria da sua saúde ao longo da vida pode ser influenciada por fatores externos, como fatores ambientais ou hábitos nutricionais saudáveis da mãe (na gravidez e amamentação) e da criança, que desempenham um papel fundamental.

A alimentação da mãe pode fazer diferença para a saúde do seu bebé: esse processo começa na gravidez e segue no início de vida com a amamentação.. Os benefícios surgem de pequenas mudanças nos estilos de vida: seguir uma alimentação saudável e equilibrada durante a gravidez; amamentar o bebé e manter uma alimentação saudável para fornecer a quantidade de nutrientes adequados à produção do leite materno; e de proporcionar ao seu filho uma alimentação variada e nutritiva.

 

Que nutrientes são importantes?

Os nutrientes essenciais a incluir na alimentação pré-natal da mãe e na alimentação do bebé quando este começa a deixar de beber leite materno e, em seguida, começa a dar os primeiros passos são as Vitaminas A, C, D, o Ácido Fólico, Ferro e o Zinco. Estes micronutrientes podem contribuir para o desenvolvimento saudável do sistema imunitário.

Os Ácidos Gordos Omega 3, presentes nos peixes gordos, como o salmão ou a sardinha, também têm demonstrado produzir efeitos benéficos para o sistema imunitário, como a redução do risco de desenvolvimento de alergias.

 

Algumas estratégias para reforçar o sistema imunitário dos mais pequenos:

 

Amamentar, sempre que possível

O leite materno proporciona a alimentação mais completa e adequada durante os primeiros seis meses de vida do bebé, sendo composto por nutrientes, anticorpos e enzimas que reforçam as suas defesas, prevenindo infeções, alergias e obesidade. A Organização Mundial de Saúde recomenda a amamentação em exclusivo até aos 6 meses de idade e, continuadamente, pelo menos até aos 24 meses, como parte de uma alimentação complementar adequada e saudável.

 

Diversificar a alimentação

Se a diversificação alimentar for iniciada de forma progressiva, racional e equilibrada, entre os quatro e os seis meses, e orientada pelo Profissional de Saúde pode fornecer todos os nutrientes e elementos protetores necessários ao desenvolvimento do sistema imunitário.

 

Evitar e afastar o tabaco

O fumo resultante do consumo de cigarros por outros é nocivo, pois destrói as defesas do organismo que ajudam a combater as doenças, ficando as crianças mais expostas a infeções.

 

Lavar corretamente as mãos

É essencial que as pessoas que contactam com bebés, façam uma boa higiene das mãos previamente e regularmente.

 

Ter um sono adequado

Uma higiene do sono que respeite os ritmos de cada bebé estimula a imunidade e previne as infeções.

 

Evitar espaços pequenos, fechados e com muita gente

Deve evitar-se expor bebés a grandes concentrações de pessoas, locais fechados e por tempo prolongado (transportes públicos, centros comerciais, etc.), por serem locais de grande potencial de concentração de vírus e bactérias.

 

Contacto com a natureza

O sistema imunitário do bebé vai-se tornando mais forte ao longo do tempo. Através do aleitamento materno, por exemplo, ou ao entrar em contacto com vírus e bactérias presentes normalmente no ambiente, vai estimular a produção de defesas. Deste modo, pode dizer-se que o contacto com a natureza tem inúmeras vantagens, por isso, e em condições climatéricas adequadas, será positivo sair com as crianças para o exterior com frequência: brincar com elas no jardim, no campo ou em espaços naturais de uma maneira geral.

Em caso de dúvidas, consulte sempre o seu profissional de saúde sobre a melhor nutrição do bebé.

 

Referências:

https://www.cuf.pt/mais-saude/como-reforcar-o-sistema-imunitario-do-bebe

https://visao.sapo.pt/visaosaude/2020 -10-15-espacos-verdes-podem-beneficiar-os- sistemas-imunitarios-das-criancas/

https://maemequer .sapo.pt/desenvolvimento -infantil/alimentacao-e-nutricao- inf antil/alimentacao-saudavel/sistema-imunitario/

https://www.aptababy.com.pt/pt/nutricao -durante-a-amamentacao

https://www.msdmanuals.com/pt-pt/profissional/imunologia-dist%C3%BArbios- al%C3%A9rgicos/biologia-do-sistema-imunit%C3%A1rio/vis%C3%A3o-geral-do- sistema-imunit%C3%A1rio?query=sistema%20imunit%C3%A1rio

https://lif estyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/alimentos-que-estimulam-o- sistema-imunitario-das-criancas

Artigos Relacionados

  • Exercícios pós-parto para as novas mães

    A prática de exercício físico deve ser incluída no seu novo estilo de vida, logo que começa a sua jornada pela maternidade. No pós-parto, deve manter …
    Ler mais
  • Agenda Familiar

    Desde a ida ao supermercado para as compras da semana, orientar a gestão da casa e das atividades extracurriculares dos mais pequenos, consultas, aniv…
    Ler mais
  • As nossas fórmulas estão a mudar.

    Estamos a atualizar as nossas fórmulas para trazer até si a nossa mais recente inovação que reflete o mais recente conhecimento científico, assim como…
    Ler mais

Apoio ao cliente
Entre em contacto com
as nossas especialistas