Cuidados a ter se viajar grávida

Fazer férias e viajar grávida

Se vai viajar grávida e se este vai ser o seu primeiro filho, lembre-se que estas férias poderão ser as últimas sem filhos. Esta será uma boa oportunidade para aproveitar alguns momentos de privacidade entre o casal, que serão menos frequentes após o nascimento do bebé.

 

Apesar de, durante a gravidez, poder fazer a sua vida dentro da normalidade e rotina habitual, viajar grávida acarreta algumas responsabilidades e cuidados extra. Sempre que decidir viajar, independentemente das semanas de gestação, deve consultar o seu médico para que este lhe explique os riscos e as precauções que deve tomar, especialmente se tiver uma gravidez de risco.

 

Tudo depende em que trimestre da gravidez está, para onde quer viajar e em que transporte o vai fazer. Neste artigo pode encontrar tudo o que precisa de saber antes de viajar grávida. Comece já a preparar a mala!

Viajar nos diferentes trimestres da gravidez

Antes de viajar, não se esqueça de consultar o seu médico, para que o mesmo a possa aconselhar sobre os cuidados e considerações a ter, no seu caso, e a cada momento da sua gravidez.

 

Primeiro trimestre: no primeiro trimestre o nível de cansaço poderá tornar-se maior, assim como o enjoo ou desconforto da grávida. Considere soluções de viagem ou trajetos adaptadas ao seu caso.

 

- Segundo trimestre: segundo algumas grávidas, a melhor altura para viajar durante a gravidez é no segundo trimestre. Nesta altura, os enjoos acalmam e a mulher começa a viver uma gravidez mais tranquila.

 

- Terceiro trimestre: o último trimestre é o mais delicado, devido à aproximação do parto, pelo que deverá consultar o seu profissional de saúde antes de decidir viajar durante este último trimestre.

O que deve fazer antes de viajar grávida

Faça um check-up
 

Quando consultar o seu médico, peça um check-up para se certificar que não existe nenhum problema ou inconveniente que a impeça de viajar grávida.

 

Se vai viajar para um país tropical, marque uma consulta do viajante duas a três semanas antes de ir. Esta consulta é importante para obter mais informações sobre potenciais planos de vacinação, profilaxias e cuidados próprios. Não se esqueça de levar consigo o seu boletim de grávida e todos os exames que fez desde que soube que ia ser mãe ou ter uma maneira rápida de aceder aos mesmos (por exemplo, numa pen drive).

 

 

Avalie a necessidade de vacinas
 

As vacinas são aconselháveis para quem pretende viajar para países subdesenvolvidos ou tropicais. De qualquer forma, antes de administrar qualquer vacina ou plano de profilaxia consulte sempre o seu médico, que poderá aconselhá-la face à sua gravidez específica.

 

 

Opte por um seguro de saúde
 

Se vai fazer uma grande viagem ou por um período alongado de tempo, é importante não só ter um seguro de saúde de viagem, como levar os contactos do seu médico e de outro médico local. Se vai viajar para a União Europeia opte por emitir um cartão europeu de saúde que pode ser pedido na segurança social. Este permite obter assistência médica durante a sua estadia em qualquer Estado-Membro da U.E..

 

 

Escolha o meio de transporte
 

A sensibilidade do corpo aumenta durante a gravidez e por isso o nível de conforto não é igual em todos os meios de transporte. Enquanto uns são mais cansativos, outros implicam mais desgaste, choques e instabilidade. Se vai viajar grávida para outros continentes a opção razoável é ir de avião, mas se não for esse o caso pondere ir de carro ou mesmo de comboio. Veja as vantagens e desvantagens de cada meio de transporte:

 

- Carro: apesar de não haver razões que a impeçam de conduzir, tenha em conta que vai sentir-se mais cansada do que o habitual. Assim sendo, quer vá a conduzir ou não, faça paragens regularmente e use sempre o cinto de segurança de forma adequada ao seu estado de gravidez.
 
- Comboio: este meio de transporte é sem dúvida o menos cansativo para viajar grávida. Se puder, opte por ir em primeira classe,  uma vez que terá mais espaço para esticar as pernas e irá certamente mais confortável.
 
- Avião: se este transporte lhe causa alguma ansiedade saiba que, mesmo assim, é dos mais seguros. A maioria das companhias permite viajar grávida até às 36 semanas, caso a gravidez seja normal;  se estiver à espera de gémeos, este limite desce para as 32 semanas. Contudo a partir do sétimo mês muitas companhias aéreas já não permitem que viaje a bordo. Se vai viajar grávida com mais de 28 semanas deve, por norma,  apresentar um atestado médico que comprove o tempo de gestação e a ausência de complicações.

 

Tenha sempre o cuidado de ir ao site da companhia aérea com que vai voar e consulte as restrições apresentadas para grávidas.

Outros aspetos que deve considerar quando viajar grávida

- Escolha roupas e calçado confortável;
 

- Leve uma almofada consigo, para maior conforto e apoio da região lombar.

 

- Caso esteja a tomar medicação e/ou vitaminas, não se esqueça de os levar consigo.

 

- Beba apenas água engarrafada e evite gelo.

 

- Prefira alimentos cozinhados.

 

- Proteja-se do sol e dos mosquitos.

 

- Beba muita água, de preferência com intervalos regulares.

 

- Se estiver muito tempo parada dê um passeio e, caso seja necessário, use meias de descanso.

 

 

Pronta para umas férias de sonho? Com todos estes cuidados as suas férias vão correr da forma mais tranquila e agradável. Aproveite e divirta-se!

Artigo relacionado