Sintomas de APLV

O que fazer se suspeitar que o seu bebé apresenta sinais de alergia à proteína do leite de vaca

A alergia ao leite de vaca pode requerer ajustes na dieta do bebé. Aprenda a identificar os sinais, o que é que o médico vai querer saber e porque é que é importante ter aconselhamento profissional antes de fazer quaisquer mudanças na dieta.

Detetar os sinais de alergia à proteína do leite de vaca

Se  o  bebé  parece  ter  uma  reação  adversa  depois  de  mamar,  beber  o  biberão  ou  ingerir alimentos  que  contenham produtos lácteos, estes podem ser sinais de alergia à proteína do leite de vaca (APLV).

 

A APLV afeta um número muito pequeno de bebés com menos de um ano de idade. Infelizmente, nem sempre é fácil de detetar. Por isso, se lhe parecer que o seu bebé pode ter APLV, é importante que fale com o seu médico.

Como ajudar o médico a fazer o seu diagnóstico

O médico do bebé vai querer saber sobre qualquer história de alergias na família e os sinais que causaram preocupação.

 

Ao fornecer o máximo de informação possível sobre os sinais apresentados pelo bebé irá ajudar o médico a fazer o diagnóstico.

 

Quantas mais provas e informações sobre os sinais conseguir fornecer, melhor. Por exemplo, se o bebé tiver acabado de ter uma erupção cutânea após ser alimentado, tire uma fotografia e tome nota de quanto tempo demorou a aparecer e quanto tempo durou. Além disso, tome nota de alguns detalhes como vómitos, diarreia, cólicas ou dificuldade em respirar e sempre que acontecerem relativamente a algum alimento, bebida ou outras situações. Se ocorrerem dois sinais em duas áreas distintas do corpo, tais como vómito e irritação na pele, não se esqueça de salientá-los.

 

Imprima a tabela abaixo para ajudá-la a manter um registo das reações do seu bebé e mostre-a ao médico na próxima consulta.

 

Porque é melhor o aconselhamento profissional

A APLV é difícil de diagnosticar, bem como outros sinais que poderão camuflar a causa. Portanto, é importante não fazer automedicação  ou  fazer  quaisquer  alterações  significativas à  dieta  do  bebé  sem  aconselhamento  médico.  Se  o  bebé continuar a apresentar sinais de Alergia à Proteína do Leite de Vaca, poderá ter de consultar o médico novamente.

 

"Muitos leites não são adequados para bebés com APLV"

 

Os produtos à base de soja em particular, incluindo a fórmula infantil de soja, não são recomendados para bebés com idade inferior a 6 meses. Isso acontece porque contêm fitoestrogénios (compostos à base de plantas com propriedades semelhantes às dos estrogénios), e a pesquisa mostrou que 30-50 % dos bebés que reagem a fórmulas à base de leite de vaca também reagem às fórmulas à base de soja.

 

Outro tipo de fórmula que não é adequado para bebés com APLV é a fórmula parcialmente hidrolisada. As proteínas são apenas parcialmente decompostas e podem ainda causar reação alérgica. Por isso, leia sempre com atenção os rótulos destes produtos para ver se especificam de forma clara se são ou não adequados para bebés com alergia à proteína do leite de vaca.

 

Se  for  diagnosticada  APLV  ao  seu  bebé,  o  médico  poderá  receitar  um  tipo  especial  de leite  conhecido  como  fórmula extensamente hidrolisada. As proteínas neste tipo de fórmula foram divididas em tamanhos tão pequenos que o sistema imunitário do bebé não consegue reconhecê-las como alérgenos. Este processo não afeta o valor nutricional do leite. Não se esqueça de que se o bebé estiver a mostrar sinais de alergia à APLV, deverá consultar um profissional de saúde ou médico o mais rapidamente possível.

Artigo relacionado

 

 

 

Ref. Hill et al 1986 Manifestations of milk allergy in infancy: clinical and immunological findings. J Paediatr 109: 270-276 and Host et al 2002 Freq of CMA in childhood. Annals Allergy Asthma Immunol 89 (suppl 2)