Regresso ao trabalho após licença de maternidade

Regresso ao trabalho

Regressar ao trabalho depois da licença de maternidade nem sempre é fácil. Adaptar-se novamente aos horários profissionais, reintegrar-se e principalmente, deixar o seu bebé aos cuidados de outra pessoa pode ser um processo algo desafiante. 

Quem vai tomar conta do bebé no momento do regresso ao trabalho?

Encontrar uma pessoa a quem possa confiar os cuidados do bebé, durante as horas em que estiver a trabalhar poderá demorar mais tempo do que imagina. Existe uma série de perguntas que podem ajudá-la a simplificar a sua procura: Trabalha por conta própria ou por conta de outrem? Como é que são os seus horários? E os do pai? Há alguma pessoa na sua família que possa tomar conta do bebé? Quer que se comece a relacionar com outras crianças ou prefere que tenha cuidados totalmente personalizados?

 

Demasiadas perguntas? Fique tranquila, elaborámos uma lista com algumas questões que deve avaliar antes de regressar ao trabalho e ter de se preparar para deixar o bebé aos cuidados de outra pessoa:

 

 

  • Deixar o bebé com um familiar ou pessoa conhecida 

Esta é sempre a opção mais económica. É importante no entanto estabelecer certos limites para que as rotinas familiares do seu bebé sejam o mais estáveis possível. Deve também ter em conta que tomar conta do bebé pode ser demasiado absorvente para uma pessoa com mais idade, que possa ficar cansada física e mentalmente.

 

 

  • Contratar uma ama 

Pode contratar uma ama interna ou durante algumas horas estabelecidas. Esta poderá ser a opção menos económica mas talvez a mais confortável, flexível e personalizada, tanto para si como para o bebé. Se ponderar esta opção, uma boa sugestão poderá ser pedir uma recomendação a outras mães, familiares ou amigos que tenham optado pelo mesmo tipo de solução no regresso ao trabalho, depois da licença de maternidade. Outro dos inconvenientes de ter uma pessoa para cuidar do seu bebé é que se ficar doente, precisar de faltar por algum motivo, ou decidir deixar de trabalhar para si, terá de encontrar alguém que a possa substituir de imediato.

 

  • Levar o bebé para uma creche 

Atualmente existem vários tipos de creches, com horários extensos e flexíveis, multilingues, especializadas em diferentes tipos de educação, entre outras particularidades. Em geral, procure a que melhor se adapte aos vossos horários, expectativas educacionais e rendimento disponível. É também importante que fique perto de casa, ou a caminho do trabalho para facilitar o vosso dia-a-dia.

 

Lembre-se de que pode ter o bebé a frequentar a creche, desde o regresso ao trabalho pós-licença até aos dois anos e que a partir daí poderá levá-lo para uma escola com pré-escolar. 

Artigo relacionado