18 semanas de gravidez

18ª Semana de Gravidez

Sente-se com tonturas? Isso é comum nesta fase. É uma prova que o seu coração está trabalhar muito e sinal de que deve abrandar o ritmo. Descubra o que pode fazer para aliviar os sintomas.

18ª Semana de Gravidez: ouça os sinais do seu corpo

A sensação de tonturas é comum nesta fase. O seu volume sanguíneo aumentou consideravelmente e o seu coração está a trabalhar entre 40 a 50% mais para fazer circular o sangue extra necessário para vos nutrir a ambos. Enquanto isso, o seu útero em crescimento está a causar pressão nos vasos sanguíneos, o que a pode deixar com sensação de fraqueza.

 

As tonturas são um sinal que deve abrandar o ritmo e garantir que está receber a nutrição correta.

 

Descanso frequente, uma alimentação saudável e comer em pequenas quantidades, várias vezes ao dia, irão ajudá-la a estabilizar os seus níveis de açúcar no sangue.

 

Tenha cuidados especiais com o seu corpo: ao levantar-se das cadeiras e ao movimentar-se, faça-o devagar e com apoios. Exercício físico ligeiro, como ioga pré-natal ou caminhar, poderá auxiliar a sua circulação, os seus níveis de energia e ajudá-la a relaxar. Para obter energia extra, prefira os nutrientes de libertação lenta, presentes na aveia, frutas e legumes, em vez de alimentos que desencadeiem um pico imediato de açúcar. 

O desenvolvimento do seu bebé às 18 semanas de gravidez

O seu bebé tem agora cerca de 18 cm de comprimento, da cabeça aos pés, crescendo e desenvolvendo-se a um ritmo acelerado.

 

Neste momento o bebé já tem uma rotina diária e hábitos de sono e também poderá senti-lo a reagir aos sons vindos de fora do ventre.

 

Se o seu bebé for um menino, os seus órgãos genitais estão a tornar-se mais percetíveis e mais fáceis de detetar numa ecografia. Um conjunto único de impressões digitais está a começar a formar-se nos seus dedos das mãos e pés, e o apertar da sua mão está a tornar-se mais firme.

 

Os nutrientes que o seu bebé recebe durante a gravidez e nos três primeiros anos de vida, influenciam a evolução das suas células para sempre. Este conhecimento constitui a base da Programação Nutricional nos Primeiros Anos de Vida.